quarta-feira, 5 de dezembro de 2018

COMISSÃO DE VEREADORES VAI NEGOCIAR FIM DE CONFLITO ENTRE CELPA E CONSUMIDORES

Toré Lima: "Não é possível que a Celpa esteja exatamente certa. Não é possível que as queixas e denúncias destes estejam desprovidas de qualquer razão"

A Câmara Municipal de Belém aprovou, em sessão ordinária de hoje (04/12), proposta de criação de uma comissão parlamentar especial “para acompanhar o conflito estabelecido entre a concessionária de energia elétrica no Pará, Equatorial/Celpa, e seus consumidores e propor ações político-administrativas que contribuam para a pacificação entre as partes, ou medidas judicias que defendam os interesses dos consumidores paraenses”. O vereador Toré Lima (PRB) é o autor do requerimento.

Justificando sua proposta, Toré Lima destacou a crescente “indignação dos consumidores paraenses contra as práticas abusivas da concessionária de energia elétrica no Pará, a Equatorial/Celpa”.

“Este Parlamento Municipal discute, todas as semanas, os graves problemas que afetam a população do município de Belém, como a crise gerada com os problemas socioambientais causados pelo lixão em Marituba, e ajudou a encontrar solução para vários deles. É evidente que os preços abusivos praticados pela Equatorial/Celpa também afetam a população de Belém. Assim, é mais que urgente que esta Casa de Leis se manifeste e tome a iniciativa, mais uma vez, para ajudar a mediar esse conflito”, reiterou o vereador.

Toré Lima argumentou que não é possível que a Celpa esteja exatamente certa e todos os consumidores do Pará, errados. Não é possível que as queixas e denúncias destes estejam desprovidas de qualquer razão. As denúncias contra a Celpa vão de preços abusivos à prática autoritária e arbitrária de funcionários da empresa e de suas terceirizadas, especialmente durante os atos de vistoria e fiscalização.

A população se queixa, principalmente, da vinculação de pagamentos de multas nas próprias faturas de consumo de energia elétrica, mais uma prática abusiva.

terça-feira, 14 de agosto de 2018

VEREADOR PROPÕE FIM DE CANUDINHOS E COTONETES NÃO BIODEGRADÁVEIS

"É preciso, em caráter de urgência urgentíssima, banir o uso de produtos elaborados com o uso de materiais plásticos não biodegradáveis", afirmou Toré Lima

O vereador Toré Lima (PRB) apresentou projeto de lei à Câmara Municipal de Belém que proíbe a comercialização de canudinhos de plástico que não sejam biodegradáveis ou oxibiodegradáveis, em restaurantes, bares, quiosques, ambulantes, hotéis e similares. O projeto também propõe a mesma restrição à comercialização de cotonetes higiênicos feitos com hastes plásticas não degradáveis. Toré Lima protocolou sua proposta no dia 1º de agosto.

“A humanidade está destruindo as condições ambientais que permitiram, ao longo dos tempos, o surgimento e a evolução da espécie humana no planeta Terra. Os desequilíbrios ambientais causados pelas alterações provocadas pelo homem já afetam a qualidade de vida de milhões de seres humanos”, afirmou o autor do projeto, justificando sua importância.

Para demonstrar a necessidade de se eliminar o uso de produtos plásticos não degradáveis, como os canudinhos e cotonetes higiênicos atuais, o vereador citou a enorme quantidade de lixo que já se acumula nos oceanos e suas consequências.


“No oceano Pacífico, uma mancha de lixo, localizada entre a costa do estado norte-americano da Califórnia e o arquipélago do Havaí, já alcança 1,6 milhão de quilômetros quadrados, acumulando estimadas 80 mil toneladas de lixo plástico. Esta mancha de lixo é considerada uma das mais graves catástrofes ambientais produzidas pela humanidade”, afirmou Toré Lima.

O projeto de lei propõe a aplicação de multas, no valor correspondente a 800 unidades fiscais de referência (Ufir), às empresas ou ao comercio informal que não cumprir o que a lei venha determinar.

Se aprovado e sancionado, a lei entrará em vigência 18 meses após, dando tempo ao comércio local para se adaptar à nova lei.

segunda-feira, 18 de junho de 2018

TUCUNDUBA: MORADORES INDIGNADOS COM ATRASO NAS OBRAS DE DRENAGEM

Toré Lima: "A realidade nos bairros do Marco, Terra Firme e Canudos, no período chuvoso, as ruas são inundadas e as pessoas perdem móveis, utensílios e até parte de suas casas. Elas perdem, principalmente, sua dignidade”.

Acelerar a segunda etapa das obras e antecipar a licitação das obras da terceira etapa do projeto de macrodrenagem da Bacia do Tucunduba foram as principais reivindicações apresentadas ao governo do Estado por entidades e moradores da área de abrangência do projeto, durante audiência pública realizada na Câmara Municipal de Belém, na manhã da última sexta-feira (15/06), a pedido do vereador Toré Lima (PRB).

Na avaliação do vereador,  o atraso na conclusão da obra já penaliza a população há muito tempo e por isso é preciso que haja uma mobilização efetiva para agilizar o projeto. O engenheiro Sérgio Paixão representou a Secretaria de Estado de Desenvolvimento Urbano e Obras Públicas (Sedop), responsável pela obra. Ele afirmou que a segunda etapa da obra será concluída no dia 31 de agosto deste ano.

"A gente tem visto a realidade dos bairros do Marco, Terra Firme e Canudos no período chuvoso, onde as ruas são inundadas, as pessoas perdem seus móveis, seus utensílios e até parte de suas casas, mas,  principalmente,  perdem sua dignidade”, disse Toré.

O parlamentar reconhece que o trabalho realizado pelo Estado por meio da Secretaria de Desenvolvimento Urbano e Obras Públicas (Sedop) está avançando, mas lamenta o atraso de uma ano.

"Com esse atraso, a previsão de conclusão da segunda etapa, até a Mundurucus, é para abril de 2019, e a gente está fazendo esse movimento pra que o governo, que prometeu uma licitação até o final do ano da terceira etapa, possa fazer isso de imediato, porque dinheiro em caixa tem. O que a gente quer é que essa licitação seja feita de imediato, para que a obra continue e uma outra empresa possa fazer a terceira etapa paralelamente à segunda, de forma que no próximo inverno a população, principalmente de Canudos e Marco, já não vá mais para o fundo, como aconteceu este ano, literalmente”, declarou o parlamentar.

O morador Ronaldo Brito expressou a indignação dos moradores com os constantes alagamentos nas áreas da bacia do Tucunduba. 

Muitos moradores dos bairros envolvidos compareceram à audiência pública na CMB com o objetivo de obter respostas e soluções urgentes para problemas cotidianos, como os que foram relatados pelo vice-presidente do Centro Comunitário Dr. Cipriano Santos, Ronaldo Brito. Morador da Rua Cipriano Santos, Ronaldo disse sentir na pele as consequências do atraso das obras.
"Hoje em dia, apenas uma hora de chuva é suficiente para alagar a rua, isso porque canal e rua estão no mesmo nível e nunca houve manutenção ali. No máximo, uma limpeza que não resolve o problema. O resultado é que casas que há dois ou três anos não enchiam, agora vão para o fundo também. A situação é desesperadora. Posso dizer isso sem medo de errar”, desabafa o morador, que já perdeu sofá, geladeira, computador e outros bens por causa das enchentes.

Fonte: http://www.cmb.pa.gov.br/moradores-reivindicam-agilizacao-das-obras-do-projeto-de-macrodrenagem-do-tucunduba/

terça-feira, 22 de maio de 2018

PAYSANDU RECEBE DOCUMENTO QUE PERMITE INÍCIO DAS OBRAS DE CT


O documento foi emitido pela Semma e entregue ao presidente do Paysandu, na tarde de ontem, na sede do órgão. As obras vão começar

O Paysandu Sport Club vai iniciar a obra de construção do seu centro de treinamento (CT). O passo decisivo foi dado, na tarde de ontem (21/05), com a entrega da autorização de supressão vegetal, emitida pela Secretaria Municipal de Meio Ambiente (Semma). O terreno, de 118 mil metros quadrados, está localizado na Rua Oswaldo Cruz, S/N, no bairro Águas Lindas, em Belém.

A entrega do documento foi feito pelo secretário Municipal de Meio Ambiente, Carlos Fabrício Dias, ao presidente do Paysandu, Antonio Coureiro, na sede da Semma. O ato contou com a presença do vice-presidente do clube, Alexandre Pires, do promotor do Meio Ambiente, Nilton Gurjão, e do vereador Toré Lima.

Antonio Couceiro afirmou que o plano de trabalho das obras do CT do Paysandu, o primeiro do tipo no Norte do Brasil, prevê a construção de dois campos de futebol até final do ano.

“Esta não é uma obra de futebol apenas, mas, em função das centenas de crianças e jovens que vamos atender, trata-se de uma obra de inclusão social. Com este CT, vamos possibilitar a revelação de talentos para o futebol e a formação de bons cidadãos para a sociedade paraense”, afirmou o presidente Antonio Couceiro.

Para o vereador Toré Lima, o futuro CT do Paysandu vai atrair novos investimentos no bairro, além das contrapartidas que o próprio clube vai realizar na área do entorno. “Esse é um investimento que vai atrair novos investimentos privados, valorizará os imóveis do bairro e vai ajudar na urbanização da região, além de representar uma referência ao futebol do Pará”, afirmou o vereador.

O documento recebido pelo Paysandu tem a duração de um ano.

sábado, 19 de maio de 2018

TUCUNDUBA: SEDOP APRESENTARÁ PROJETO DE SANEAMENTO À CÂMARA MUNICIPAL



Técnicos da Sedop se reuniram com o vereador Toré Lima e combinaram a apresentação do projeto de na Câmara Municipal de Belém, com a presença de líderes comunitários da área beneficiada

A Câmara Municipal de Belém (CMB) vai conhecer em detalhes o Projeto de Saneamento Integrado da Bacia do Tucunduba, nova denominação do antigo projeto de macrodrenagem daquele igarapé, em execução pela Secretaria de Estado de Desenvolvimento Urbano e Obras Públicas (Sedop).

O acordo foi fechado, na tarde da última quinta-feira (17/05), entre o vereador Toré Lima (PRB) e a Bernadete Costa, diretora de relações comunitárias da Sedop. A data provável é 15 de junho, durante sessão especial que será proposta à CMB pelo vereador Toré Lima, primeiro-secretário do legislativo municipal.

Na quinta-feira passada, Toré Lima se reuniu com a diretora da Sedop e representantes da empresa que está realizando as obras. Com uso de recursos audiovisuais, o engenheiro Gilmar Mota, da Sedop, fez uma exposição resumida sobre o projeto, dando destaque à importância social da obra.

“Esta obra é 80% de caráter social, apenas 20% de engenharia”, afirmou. A obra tem recursos orçamentários de R$ 121,7 milhões, a ser executada em quatro etapas. Segundo Gilmar Mota, que é o engenheiro fiscal da obra, as duas primeiras etapas já estão em execução e a terceira, no valor de R$ 33,6 milhões, será licitada nos próximos dias. 

“Essa é uma obra de infraestrutura de saneamento de enorme importância para os bairros de Guamá, Canudos, Terra Firme e Marco, que vai beneficiar milhares de famílias, que terão, ao seu final, encerrado esse problema de alagamento que lhes causa sofrimento, perdas materiais e constrangimentos a tantos anos”, afirmou o vereador do PRB.

Para garantir a presença de grande número de moradores da área na sessão especial, Toré Lima garantiu que vai promover intensa mobilização nos três bairros.

sexta-feira, 27 de abril de 2018

Meio Ambiente: CONFERÊNCIA MUNICIPAL REÚNE ESTUDANTES DE ESCOLAS PÚBLICAS



 Toré Lima: “Fico muito feliz em ver milhares de alunos mobilizados em torno de um tema tão importante para a sobrevivência do Planeta e da humanidade. Isso significa que há, sim, esperança no futuro"

 A Secretaria Municipal de Educação (Semec) de Belém realiza, nesta sexta-feira (27/04), a I Conferência Municipal Infantojuvenil pelo Meio Ambiente, com o tema “Vamos cuidar de Belém cuidando das águas”.

O evento acontece na Escola Municipal Benvinda de França Messias, localizada no bairro de São Braz, com a participação de delegados eleitos nas escolas públicas de Belém. A Conferência é organizada pela Coordenadoria do Ensino Fundamental. O vereador Toré Lima (PRB) representou o Legislativo Municipal.


Segundo os organizadores, o evento “é uma ação de educação ambiental, que busca estimular processos dialógicos e participativos, enfocando a importância da ação coletiva e da atuação em rede”. É um processo democrático e participativo nas escolas, que reúne estudantes, professores e a comunidade escolar, para dialogar e refletir sobre as questões socioambientais, para elaborar um projeto de ação com o objetivo de transformar sua realidade e escolher representantes que levem adiante as ideias acordadas entre todos.

A Conferência, que foi antecedida de conferências escolares, é evento preparatório às conferências Estadual e Nacional Infantojuvenil pelo Meio Ambiente, que acontecerão em junho.


Durante a conferência, que se encerra às 14h, treze projetos serão apresentados, todos associados ao tema do evento. Desses, quatro serão eleitos para representar Belém nas conferências seguintes, sendo dois projetos de Belém, um de Icoaraci e outro de Outeiro.

“Fico muito feliz em ver milhares de alunos mobilizados em torno de um tema tão importante para a sobrevivência do Planeta e da humanidade. Isso significa que há, sim, esperança no futuro. Foi esse mesmo sentimento que me mobilizou a apresentar projeto de lei criando a Semana Municipal da Educação Ambiental e do Desenvolvimento Sustentável”, afirmou Toré Lima.

O projeto de lei apresentado por Toré Lima foi aprovado pela Câmara Municipal e sancionado pelo prefeito de Belém, transformado na lei 9.362/2018.
Durante o evento, houve apresentações especiais de estudantes das escolas municipais

terça-feira, 10 de abril de 2018

MEIO AMBIENTE: PROJETO DE TORÉ LIMA VIRA LEI MUNICIPAL

Toré Lima: "A cidadania ambiental deve ser estimulada nas escolas desde os primeiros anos, promovendo a conscientização sobre a preservação das florestas e outros biomas naturais e a necessidade do uso racional dos recursos da Natureza".

Semana de educação ambiental e do desenvolvimento sustentável agora é lei!

É o que informou o prefeito de Belém, Zenaldo Coutinho, à Câmara Municipal (CMB) através de do ofício nº 062/2018 – GAB/PREF, datado de 20 de março passado e lido no plenário da Casa, durante a sessão de ontem (09/04). O projeto de lei, de autoria do vereador Toré Lima, foi aprovado pela Câmara Municipal no dia 20 de março, à unanimidade.

Com a sanção do prefeito, o projeto de Toré Lima passa a ser a Lei Municipal nº 9.362/22018. Com ela, o município passará a realizar, todos os anos, a Semana Municipal da Educação Ambiental e do Desenvolvimento Sustentável. O evento acontecerá em dias próximos ao Dia Mundial do Meio Ambiente, celebrado em 5 de junho, em todas as escolas públicas do município de Belém.

A programação da semana ficará sob a responsabilidade das secretarias de Educação (Semec) e do Meio Ambiente (Semma).

Leia mais em https://torelima.blogspot.com.br/2018/03/belem-tera-semana-de-educacao-ambiental.html